• Campos dos Goytacazes
  • Segundas e Terças das 13h às 18h

Vasectomia

É um procedimento cirúrgico que impede o homem de ter filhos. A cirurgia interrompe a circulação dos espermatozóides produzidos pelos testículos e conduzidos para os canais que desembocam na uretra, impedindo a gravidez.

Como é feita a vasectomia?

O médico aplica uma anestesia local e retira um fragmento de cada um dos dois canais que levam os espermatozóides dos testículos ao pênis. O procedimento leva de 15 a 20 minutos e não há necessidade de internação hospitalar, podendo ser realizada no próprio consultório médico.

Vantagens da vasectomia:

– método seguro para evitar a gravidez;
– não é necessário utilizar pululas ou outros medicamentos;
– não é necessário interromper o ato sexual;
– cirurgia bem mais simples que a laqueadura de trompas feminina.

Vida sexual após a vasectomia:

Muitos homens se recusam a fazer essa cirurgia porque imaginam que ela possa provocar distúrbios de ereção, no que estão completamente enganados. A vasectomia torna o homem estéril, mas não interfere na produção de hormônios masculinos nem em seu desempenho sexual.

O corte do canal impede apenas a chegada dos espermatozóides até a uretra. O líquido produzido na próstata e na vesícula seminal continua sendo eliminado normalmente durante a ejaculação. Assim, não há interferência na função erétil ou na potência sexual; os nervos e vasos sanguíneos responsáveis pela ereção do pênis não estão envolvidos na cirurgia de vasectomia.

Obs.: Depois da cirurgia é fundamental permanecer utilizando um método anticoncepcional por 60 dias aproximadamente, pois alguns espermatozóides podem continuar vivos dentro do canal. Em poucos meses, porém, o sêmem (líquido que é ejaculado durante o ato sexual) não conterá mais espermatozóides, impossibilitando a gravidez.

Marque aqui sua consulta